GROUT 6

Microbetão fluido, reoplástico, estrutural, de encolhimento controlado

Código: GRT.0070

Componentes: 1

Aspecto:

Microbetão cimentício reoplástico, com encolhimento controlado, consistência superfluida, a base de cimentos de alta resistência, agentes antiencolhimento, aditivos antialérgicos, agregados de sílica selecionados.

Certificações obtidas e Regulamentos

Produtos e sistemas para proteção e reparação de estruturas de betão - Reparação estrutural e não estrutural (R4)

EN 1504-3

Produtos e sistemas para proteção e reparação de estruturas de betão - Reparação estrutural e não estrutural (R4)

Características gerais

conservação

Conservação: 12 meses

temperatura-de-uso

Temperatura de uso: +5 / +35 °C

misturar-com-água

Misturar com água: 10-12 %

diâmetro-máximo-agregado

Diâmetro máximo agregado: 6 mm

espessura-mínima-recomendada

Espessura mínima recomendada: 1(*) - 4 cm

pot-life

Pot-life: 60 min

espessura-máxima-recomendada

Espessura máxima recomendada: 30 cm

Especificações técnicas

Reação ao fogo

A1 _

Ligação de aderência

≥ 2 N/mm²

Absorção capilar

0.49 kg•h^0.5/m²

Resistência à compressão

> 70 N/mm²

Densidade

2190 kg/m³

Resistência ao deslizamento

50 mm

Conteúdo de cloretos

< 0.01 %

Resistência à flexão

> 8 N/mm²

Adesão CLS (teste de corte)

> 5 MPa

Determinação da compatibilidade térmica

≥ 2 mPa

Resistência à carbonatação

0.5 mm

Módulo elástico estático

30000 N/mm²

Resistência à extração das barras de aço de aderência melhorada

> 30 MPa

Cores disponíveis

- Cinza

Embalagens e dimensões

- Saco 25 kg

- Pallet: 50 x (Saco 25 kg)

Consumos

Cerca de 19,50 kg/m² de GROUT 6 para cada centímetro de espessura a ser feito (cerca de 1950 kg para cada metro cúbico).

Campos de uso

Reintegrações estruturais, adequações dimensionais, consolidações, ancoragens de elevada dimensão, obras de moldagem e blindagem, etc., mediante jatos bombeados ou por vazamento em obra. Construção de juntas estradais estruturais.

Preparação dos suportes

As superfícies de aplicação devem estar limpas, sem sujidade, partes friáveis e incoerentes, poeiras etc., convenientemente saturadas com água até atingir a condição de "saturada com superfície seca".

Modalidade de uso

Introduzir na betoneira 2/3 (cerca de 2,5 litros por saco) da água total da massa, então adicionar gradualmente o produto e a água restante, misturando até obter uma massa homogénea com a consistência desejada e sem grumos.

Para elevadas secções de ancoragem é oportuno adicionar GHIAIETTO 6.10 (consultar a relativa ficha técnica para maiores informações).

Métodos de aplicação

- Vazamento

Limpeza de ferramentas

- Água

Suportes admitidos

- Betão

- Pré-fabricados

- Paredes mistas

- Ferros de armação oxidados

Advertências, precauções e Ecologia

Dadas as propriedades autoniveladoras do produto e a sua capacidade de autocompactação, aconselha-se prestar a devida atenção à fase de vibração. Um excessivo zelo na operação de vibração pode piorar o rendimento estético do artefacto resultante.

Não utilizar na ausência de adequados confinamentos laterais.

Cuidar da maturação húmida e da proteção das superfícies expostas.

Adotar procedimentos de jato capazes de assegurar a ausência de vácuos e descontinuidades; deitar a argamassa apenas a partir de uma parte do perímetro de jato para evitar sacos de ar.

Compartilhar

Produtos na vitrina

  • Osmocem
  • Protech Balcony
  • Readymesh